news.med.br

Mais acessados

Risco de infecção grave com glicocorticoides em baixa dosagem em pacientes com artrite reumatoide

Risco de infecção grave com glicocorticoides em baixa dosagem em pacientes com artrite reumatoide

Estudo publicado no Annals of Internal Medicine mostrou que em pacientes com artrite reumatoide1 recebendo terapia com DMARD estável, os glicocorticoides foram associados a um aumento dependente da dose no risco de infecção2 grave, com riscos pequenos, mas significativos, mesmo em doses de 5 mg ou menos por dia.
1 Artrite reumatóide: Doença auto-imune de etiologia desconhecida, caracterizada por poliartrite periférica, simétrica, que leva à deformidade e à destruição das articulações por erosão do osso e cartilagem. Afeta mulheres duas vezes mais do que os homens e sua incidência aumenta com a idade. Em geral, acomete grandes e pequenas articulações em associação com manifestações sistêmicas como rigidez matinal, fadiga e perda de peso. Quando envolve outros órgãos, a morbidade e a gravidade da doença são maiores, podendo diminuir a expectativa de vida em cinco a dez anos.
2 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
- 24/09/2020
AVC associado à gravidez: estudo mostra que incidência de AVC em mulheres com doença hipertensiva específica da gravidez diminuiu ao longo do tempo

AVC associado à gravidez: estudo mostra que incidência de AVC em mulheres com doença hipertensiva específica da gravidez diminuiu ao longo do tempo

O AVC é uma complicação séria da doença hipertensiva específica da gravidez1 (DHEG), com sequelas2 potencialmente graves e de longo prazo. Estudo publicado pelo Journal of the American Heart Association mostrou que a incidência3 de AVC em mulheres com DHEG diminuiu ao longo do tempo.
1 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
2 Sequelas: 1. Na medicina, é a anomalia consequente a uma moléstia, da qual deriva direta ou indiretamente. 2. Ato ou efeito de seguir. 3. Grupo de pessoas que seguem o interesse de alguém; bando. 4. Efeito de uma causa; consequência, resultado. 5. Ato ou efeito de dar seguimento a algo que foi iniciado; sequência, continuação. 6. Sequência ou cadeia de fatos, coisas, objetos; série, sucessão. 7. Possibilidade de acompanhar a coisa onerada nas mãos de qualquer detentor e exercer sobre ela as prerrogativas de seu direito.
3 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
- 24/09/2020
Metformina em grávidas com diabetes tipo 2 traz benefícios para a glicemia materna e a adiposidade neonatal

Metformina em grávidas com diabetes tipo 2 traz benefícios para a glicemia materna e a adiposidade neonatal

Existem poucos dados sobre os benefícios e malefícios do uso da metformina1 nos resultados da gravidez2 em mulheres com diabetes tipo 23. Esse estudo publicado no The Lancet Diabetes4 & Endocrinology investigou os efeitos da adição de metformina1 a um regime padrão de insulina5 na morbidade6 e mortalidade7 neonatal em grávidas com diabetes tipo 23.
1 Metformina: Medicamento para uso oral no tratamento do diabetes tipo 2. Reduz a glicemia por reduzir a quantidade de glicose produzida pelo fígado e ajudando o corpo a responder melhor à insulina produzida pelo pâncreas. Pertence à classe das biguanidas.
2 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
3 Diabetes tipo 2: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada tanto por graus variáveis de resistência à insulina quanto por deficiência relativa na secreção de insulina. O tipo 2 se desenvolve predominantemente em pessoas na fase adulta, mas pode aparecer em jovens.
4 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
5 Insulina: Hormônio que ajuda o organismo a usar glicose como energia. As células-beta do pâncreas produzem insulina. Quando o organismo não pode produzir insulna em quantidade suficiente, ela é usada por injeções ou bomba de insulina.
6 Morbidade: Morbidade ou morbilidade é a taxa de portadores de determinada doença em relação à população total estudada, em determinado local e em determinado momento.
7 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
- 23/09/2020
Comer à noite está relacionado a maior ingestão de calorias e menor qualidade da dieta

Comer à noite está relacionado a maior ingestão de calorias e menor qualidade da dieta

Estudo apresentado durante o Congresso Europeu e Internacional sobre Obesidade1 (ECOICO 2020) explorou o conteúdo calórico e o valor nutricional dos alimentos em relação à hora do dia em que são consumidos. A proporção média geral de energia consumida à noite foi de quase 40% da ingestão energética total.
1 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
- 22/09/2020
A curta expectativa de vida reprodutiva foi associada a um risco aumentado de eventos cardiovasculares não fatais em mulheres de meia-idade

A curta expectativa de vida reprodutiva foi associada a um risco aumentado de eventos cardiovasculares não fatais em mulheres de meia-idade

A duração da vida reprodutiva está associada ao risco futuro de eventos de doenças cardiovasculares1? Em uma análise publicada pelo JAMA Cardiology, mulheres que tiveram uma vida reprodutiva curta (menor que 33 anos) e menarca2 precoce (idade ≤11 anos) tiveram o risco mais pronunciado de eventos cardiovasculares.
1 Doenças cardiovasculares: Doença do coração e vasos sangüíneos (artérias, veias e capilares).
2 Menarca: Refere-se à ocorrência da primeira menstruação.
- 21/09/2020
COVID-19 e coágulos sanguíneos: níveis elevados do fator V de coagulação do sangue foram associados a resultados piores na COVID-19 grave

COVID-19 e coágulos sanguíneos: níveis elevados do fator V de coagulação do sangue foram associados a resultados piores na COVID-19 grave

Pacientes hospitalizados com infecções1 graves por COVID-19 que têm níveis elevados da proteína de coagulação2 do sangue3 fator V estão em risco elevado de lesões4 graves por coágulos sanguíneos, como trombose venosa profunda5 ou embolia6 pulmonar, de acordo com um novo estudo publicado no American Journal of Hematology.
1 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
2 Coagulação: Ato ou efeito de coagular(-se), passando do estado líquido ao sólido.
3 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
4 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
5 Trombose Venosa Profunda: Caracteriza-se pela formação de coágulos no interior das veias profundas da perna. O que mais chama a atenção é o edema (inchaço) e a dor, normalmente restritos a uma só perna. O edema pode se localizar apenas na panturrilha e pé ou estar mais exuberante na coxa, indicando que o trombo se localiza nas veias profundas dessa região ou mais acima da virilha. Uma de suas principais conseqüências a curto prazo é a embolia pulmonar, que pode deixar seqüelas ou mesmo levar à morte. Fatores individuais de risco são: varizes de membros inferiores, idade maior que 40 anos, obesidade, trombose prévia, uso de anticoncepcionais, terapia de reposição hormonal, entre outras.
6 Embolia: Impactação de uma substância sólida (trombo, colesterol, vegetação, inóculo bacteriano), líquida ou gasosa (embolia gasosa) em uma região do circuito arterial com a conseqüente obstrução do fluxo e isquemia.
- 18/09/2020

Elogios, críticas ou sugestões

Seu nome:
Seu email:
Mensagem:

  • Entrar
  • Assinar