news.med.br
Medical Journal - 19/10/20
O pâncreas1 é pequeno e de formato irregular em pessoas com diabetes tipo 22. Dados de estudo publicado pelo The Lancet mostram pela primeira vez, até onde se sabe, reversibilidade da morfologia anormal do pâncreas1 do diabetes tipo 22 por remissão induzida pela perda de peso.
1 Pâncreas: Órgão nodular (no ABDOME) que abriga GLÂNDULAS ENDÓCRINAS e GLÂNDULAS EXÓCRINAS. A pequena porção endócrina é composta pelas ILHOTAS DE LANGERHANS, que secretam vários hormônios na corrente sangüínea. A grande porção exócrina (PÂNCREAS EXÓCRINO) é uma glândula acinar composta, que secreta várias enzimas digestivas no sistema de ductos pancreáticos (que desemboca no DUODENO).
2 Diabetes tipo 2: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada tanto por graus variáveis de resistência à insulina quanto por deficiência relativa na secreção de insulina. O tipo 2 se desenvolve predominantemente em pessoas na fase adulta, mas pode aparecer em jovens.
   [Mais...]

Medical Journal - 15/10/20
Estudo publicado na PLOS Medicine teve como objetivo determinar a soroprevalência de anticorpos1 contra SARS-CoV-2 em uma população de base comunitária com perda aguda de olfato e/ou paladar2 e comparar a frequência de sintomas3 associados à COVID-19 em participantes com e sem anticorpos1 contra SARS-CoV-2.
1 Anticorpos: Proteínas produzidas pelo organismo para se proteger de substâncias estranhas como bactérias ou vírus. As pessoas que têm diabetes tipo 1 produzem anticorpos que destroem as células beta produtoras de insulina do próprio organismo.
2 Paladar: Paladar ou sabor. Em fisiologia, é a função sensorial que permite a percepção dos sabores pela língua e sua transmissão, através do nervo gustativo ao cérebro, onde são recebidos e analisados.
3 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
   [Mais...]

Medical Journal - 19/10/20
Em estudo publicado pelo JAMA Network Open, a pré-eclâmpsia1 materna foi associada a uma maior pressão arterial sistólica2 na prole desde a primeira infância até a adolescência. Essa associação, entretanto, foi atenuada entre crianças com níveis mais elevados de 25-hidroxivitamina D no sangue do cordão umbilical3 (refletindo o status de vitamina4 D no útero5).
1 Pré-eclâmpsia: É caracterizada por hipertensão, edema (retenção de líquidos) e proteinúria (presença de proteína na urina). Manifesta-se na segunda metade da gravidez (após a 20a semana de gestação) e pode evoluir para convulsão e coma, mas essas condições melhoram com a saída do feto e da placenta. No meio médico, o termo usado é Moléstia Hipertensiva Específica da Gravidez. É a principal causa de morte materna no Brasil atualmente.
2 Pressão arterial sistólica: É a pressão mais elevada (pico) verificada nas artérias durante a fase de sístole do ciclo cardíaco, é também chamada de pressão máxima.
3 Sangue do Cordão Umbilical: Sangue do feto. A troca de nutrientes e de resíduos entre o sangue fetal e o materno ocorre através da PLACENTA. O sangue do cordão é o sangue contido nos vasos umbilicais (CORDÃO UMBILICAL) no momento do parto.
4 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
5 Útero: Orgão muscular oco (de paredes espessas), na pelve feminina. Constituído pelo fundo (corpo), local de IMPLANTAÇÃO DO EMBRIÃO e DESENVOLVIMENTO FETAL. Além do istmo (na extremidade perineal do fundo), encontra-se o COLO DO ÚTERO (pescoço), que se abre para a VAGINA. Além dos istmos (na extremidade abdominal superior do fundo), encontram-se as TUBAS UTERINAS.
   [Mais...]

Medical Journal - 20/10/20
Em estudo publicado pela revista Nature Medicine, pesquisadores descobriram uma maneira de regenerar a cartilagem1 que facilita o movimento entre os ossos. Eles fizeram crescer a cartilagem articular2 novamente causando uma leve lesão3 ao tecido4 da articulação5 e, em seguida, usaram sinais6 químicos para orientar o crescimento de células-tronco7 esqueléticas conforme as lesões8 cicatrizavam.
1 Cartilagem: Tecido resistente e flexível, de cor branca ou cinzenta, formado de grandes células inclusas em substância que apresenta tendência à calcificação e à ossificação.
2 Cartilagem Articular:
3 Lesão: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
4 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
5 Articulação: 1. Ponto de contato, de junção de duas partes do corpo ou de dois ou mais ossos. 2. Ponto de conexão entre dois órgãos ou segmentos de um mesmo órgão ou estrutura, que geralmente dá flexibilidade e facilita a separação das partes. 3. Ato ou efeito de articular-se. 4. Conjunto dos movimentos dos órgãos fonadores (articuladores) para a produção dos sons da linguagem.
6 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
7 Células-tronco: São células primárias encontradas em todos os organismos multicelulares que retêm a habilidade de se renovar por meio da divisão celular mitótica e podem se diferenciar em uma vasta gama de tipos de células especializadas.
8 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
   [Mais...]

Medical Journal - 16/10/20
Estudo publicado pelo JAMA Network Open descobriu que a adição de imunoterapia à radioterapia1 foi associada à melhora da sobrevida2 global em comparação com a radioterapia1 isolada em pacientes com metástases3 cerebrais que receberam cirurgia definitiva do local do tumor4 primário.
1 Radioterapia: Método que utiliza diversos tipos de radiação ionizante para tratamento de doenças oncológicas.
2 Sobrevida: Prolongamento da vida além de certo limite; prolongamento da existência além da morte, vida futura.
3 Metástases: Formação de tecido tumoral, localizada em um lugar distante do sítio de origem. Por exemplo, pode se formar uma metástase no cérebro originário de um câncer no pulmão. Sua gravidade depende da localização e da resposta ao tratamento instaurado.
4 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
   [Mais...]

Medical Journal - 14/10/20
Em estudo publicado na Nature, pesquisadores relatam várias diferenças importantes nos cérebros de furões, camundongos, primatas não humanos e humanos, todos focados em um tipo de neurônio chamado interneurônios1. A equipe encontrou também um novo tipo de interneurônio apenas em primatas, localizado em uma parte do cérebro2 que está associada à doença de Huntington e potencialmente à esquizofrenia3.
1 Interneurônios: Geralmente qualquer neurônio não motor ou sensitivo. Os interneurônios podem também se referir aos neurônios cujos axônios permanecem em uma particular região do cérebro em contraste aos neurônios de projeção que apresentam axônios que projetam para outras regiões cerebrais.
2 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
3 Esquizofrenia: Doença mental do grupo das Psicoses, caracterizada por alterações emocionais, de conduta e intelectuais, caracterizadas por uma relação pobre com o meio social, desorganização do pensamento, alucinações auditivas, etc.
   [Mais...]

Medical Journal - 15/10/20
Estudo publicado no Annals of Internal Medicine mostrou que reduções rápidas na contagem de passos em todo o mundo foram observadas durante a pandemia1 de COVID-19, com variabilidade regional. As tendências de contagem de passos dentro da região podem refletir medidas de distanciamento social e mudanças na adesão ao distanciamento social.
1 Pandemia: É uma epidemia de doença infecciosa que se espalha por um ou mais continentes ou por todo o mundo, causando inúmeras mortes. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a pandemia pode se iniciar com o aparecimento de uma nova doença na população, quando o agente infecta os humanos, causando doença séria ou quando o agente dissemina facilmente e sustentavelmente entre humanos. Epidemia global.
   [Mais...]

Saúde - 21/10/20
A questão de retornar aos esportes é significativa devido à propensão da COVID-19 de causar danos cardíacos e miocardite1. Ao considerar a questão do retorno ao esporte, o ACC acredita que há três variáveis a considerar: (1) Quão recente foi a infecção2 por COVID-19? (2) Quão grave foi a infecção2? (3) Qual é a atividade física ou esporte que está sendo considerado?
1 Miocardite: 1. Inflamação das paredes musculares do coração. 2. Infecção do miocárdio causada por bactéria, vírus ou outros microrganismos.
2 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
   [Mais...]

Medical Journal - 09/10/20
Nesse estudo publicado no jornal Stroke, estudou-se associações entre a progressão em medidas combinadas de microangiopatia cerebral e risco de AVC no estudo ARIC. Comparado com nenhuma mudança na medida combinada, a progressão moderada da microangiopatia cerebral foi significativamente associada com maior risco de AVC.    [Mais...]
Pharma News - 30/09/11
Ensaios clínicos1 randomizados têm destacado os riscos cardiovasculares do uso de anti-inflamatórios não hormonais (AINHs) em doses elevadas. O presente estudo, publicado pela revista PLoS Medicine, fornece estimativas de risco dos AINHs em doses individuais típicas em ambientes comunitários.
1 Ensaios clínicos: Há três fases diferentes em um ensaio clínico. A Fase 1 é o primeiro teste de um tratamento em seres humanos para determinar se ele é seguro. A Fase 2 concentra-se em saber se um tratamento é eficaz. E a Fase 3 é o teste final antes da aprovação para determinar se o tratamento tem vantagens sobre os tratamentos padrões disponíveis.
   [Mais...]

Mostrar: 10
1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - > - >>
1 a 10 (Total: 938)
  • Entrar
  • Assinar